Resultados 1 a 9 de 9

Tópico: Quando trabalhar de graça por Claudia Regina (dicasdefotografia.com.br)

  1. #1
    Avatar de Mauricio Mattos
    Mauricio Mattos está desconectado Membro Pleno
    Data de Ingresso
    Aug 2009
    Localização
    A, A
    Posts
    439

    Quando trabalhar de graça por Claudia Regina (dicasdefotografia.com.br)

    Achei a matéria interessante embora aja muita polêmica a respeito desse assunto, quis compartilhar com todos.

    Quando trabalhar de graça : Dicas de Fotografia Quando trabalhar de graça

    Se tem uma coisa que fotógrafo profissional (no sentido esnobe da palavra) odeia, é trabalhar de graça. Eles também odeiam quando quem está começando não cobra nada, para formar portfolio, e acaba roubando seu cliente. Acho isso o fim da picada, porque trabalhar de graça não é tão ruim assim. Só que existe o outro lado da história: você sabe quando trabalhar de graça vale a pena?
    Trabalhe de graça ou pelo preço completo, nunca pela metade

    Fazer um trabalho de graça não é necessariamente desvalorizar o seu trabalho (afinal você estará fazendo isso por algum motivo egoísta de qualquer forma hehehehe) – pior que isso é você cobrar menos do que você vale.

    Vamos para um exemplo:
    Digamos que você gasta 100 reais para oferecer um produto e o vende para o seu cliente por 200. Se você dar um desconto de 50% você estará pagando somente o seu custo, e tendo que oferecer o mesmo do que se estivesse recebendo o seu lucro! Não é bom para você (que vai estar trabalhando sem nenhuma motivação), não é bom pro seu cliente (que irá receber um produto inferior pela sua falta de motivação) e não é bom para sua imagem (afinal seu cliente vai achar que você estava passando a perna dele, pensando que os 100 ainda possuem lucro e que o seu lucro anterior era absurdamente enorme e injusto.) Por isso não interessa o motivo: se você está considerando dar um grande desconto considere não cobrar nada de uma vez por todas!
    Lembre-se que trabalhar de graça é sim um favor, então a empresa/pessoa para quem você está dando esse favor vai estar ciente disso e vai saber que terá que ceder em algum ponto.
    Seja qual for o motivo que você vai estar trabalhando de graça esses 100 reais de custo serão o seu investimento, o cliente vai receber um produto de qualidade e os dois terão suas vantagens (que terão sido previamente combinadas.)
    Dito isso, vamos ao que interessa: quando trabalhar de graça?

    Quando você está começando

    Este cenário todo mundo já conhece: estamos começando e além da falta de experiência temos falta de portfolio. Não temos um quantidade de trabalhos suficiente para conseguir outros e isso vira uma bola de neve. A solução? Trabalhar de graça.
    Dependendo da sua área você pode procurar outros fotógrafos que estejam dispostos a te acolher – te levar em um evento, viagem, ensaio, job – e nessa hora, meus amigos, a dica lá em cima vale como ouro: trabalhe de graça, mas nunca por pouco! Não deixe que nenhuma empresa de fotografia ou fotógrafo espertinhos façam você de escravo. Deixe claro que está montando seu portfolio e gostaria de juntar mais experiência, e por isso não vai cobrar pelo trabalho.
    Grandes empresas, principalmente, têm mania de explorar bons fotógrafos iniciantes (oi, já aconteceu comigo) pagando uma merreca para trabalharmos feito loucos. Não deixe que isso aconteça! Escolha bem para quem você vai trabalhar e vá com carinho e dedicação.

    Como eu disse anteriormente ninguém vai sair perdendo: o cliente/colega que te acolheu sabe que você está começando e por isso não pode colocar nenhuma expectativa no seu trabalho. Isso é uma vantagem para você, que poderá trabalhar totalmente livre. E como é bom trabalhar livre de expectativas! Você poderá usar as fotos para o seu portfolio e, de quebra, terá experiência para conseguir atender melhor seus próprios clientes.
    Como compensação o cliente/colega terá boas fotos e, claro, sem nenhum custo adicional. Além disso ele estará ajudando alguém que no futuro poderá ser uma parceria importante.

    Quando você NÃO está começando


    Talvez o mais complicado seja justamente deixar de cobrar quando você não está começando. Vem o orgulho e vem a preguiça (do tipo: “se não preciso, por que trabalhar de graça?”)
    O meu principal motivo para trabalhar de graça atualmente é justamente a falta de pressão. Explico:
    Quando somos pagos pelo nosso trabalho existe uma pressãozinha escondida, mesmo que saibamos que podemos satisfazer aquilo que prometemos. Estamos sendo pagos (preferencialmente bem pagos) para fazer algo e não adianta: isso dá um medinho. “E se eu não conseguir superar as expectativas do meu cliente?”
    Não sei se sou só eu, mas eu sinto esse medo sempre, mesmo depois de anos de fotografia. E isso que eu não sou famosa, imagina só os fotógrafos premiados que a cada casamento são esperados nada menos do que o melhor, do melhor, do melhor! Vish… não gosto nem de imaginar.
    Além dessa pressão, vinda do cliente, temos a nossa própria expectativa. Queremos sempre fazer fotos melhores do que as nossas últimas fotos. Queremos sempre superar o nosso trabalho de ontem. Queremos sempre conseguir melhores fotos em menos cliques, composições incríveis, cores incríveis e focos incríveis.
    Quando trabalho de graça a pressão externa deixa de existir e só sobra a minha própria. :-)
    A minha vantagem é conseguir um trabalho sem tanta pressão, além de prazos mais flexíveis e, claro, portfolio (porque portfolio NUNCA é demais e você nunca sabe quando vai fazer A foto.)
    A vantagem do cliente é ter um trabalho profissional e de qualidade, de graça.
    Todo mundo sai ganhando.

    Quando seu cliente é uma organização sem fins lucrativos


    Por fim, mas não menos importante: se o seu cliente realmente não tem o dinheiro para investir na sua fotografia porque toda a grana vai diretamente para ajudar alguma causa (seja ela qual for) é interessante lembrar que não dá pra cobrar mesmo. Nesse caso nem você nem o cliente têm como o objetivo o lucro, então todo mundo sai ganhando (inclusive a causa) e você colabora com a sociedade com o que você mais sabe fazer, que é fotografar.
    Se você tiver tempo (ou melhor: puder reservar um tempo) para projetos pró-bono, vai perceber que os benefícios são muito maiores do que portfolio ou dinheiro. Fazer algo além do ordinário não tem preço.


    E você? Gosta de trabalhar de graça?
    Última edição por Flavio RB; 08-04-2013 às 10:48 AM. Razão: Retirada das imagens conforme a permisão de reprodução descrita pela autora na página originça do artigo.

  2. Obrigado Cacá Bougleux agradeceu este post
    Gostou Pedro Ribeiro gostou do post
  3. #2
    Avatar de Ivan Cesar
    Ivan Cesar está desconectado Diretor de Comunicação
    Fotoclube RioFotográfico
    Admin Master Portal WEB
    Data de Ingresso
    Jun 2008
    Localização
    Grajaú - Rio de Janeiro / RJ
    Posts
    12.073

    Re: Quando trabalhar de graça por Claudia Regina (dicasdefotografia.com.br)

    Mauricio, obrigado por compartilhar!

    Esse assunto é sempre polêmico e acho que alguns fotógrafos ficam preocupados demais e alguns até se sentem ofendidos com isso, bradando que isso desmoraliza a classe e que estão prostituindo a profissão.

    Bla, bla, bla, bla, bla...

    Eu acredito que seria bem melhor para a "classe" a gente se preocupar em estudar e praticar para fotografar cada vez melhor e poder oferecer um serviço/produto de qualidade, em vez de ficar perdendo tempo com esse tipo de discussão.

    Quem fotografa ou fotografou de graça ou por preços abaixo do preço médio de mercado tem suas razões e devemos respeitá-las, esse é um país livre e cada um sabe onde "dói o seu calo"!

    Por exemplo: Toda vez que recebo uma solicitação para fazer fotos dentro de uma temática na qual não tenho experiência opto por duas opções: não faço o serviço ou faço e não cobro (vai servir como aprendizado e portfólio).

    Recentemente me pediram para fazer algumas fotos no estilo "Newborn". Eu nunca tinha feito esse tipo de foto, mas tinha interesse em ver como ficaria o resultado. Então, fiz as fotos como aprendizado e nada cobrei dos pais da criança (mesmo sabendo que eu teria condições de fazer um bom trabalho). Os pais adoraram as fotos e elas foram acrescentadas no meu portfólio!
    Um abraço

    Ivan Cesar
    Diretor de Comunicação do Fotoclube
    Admin Master do Portal WEB
    ==================================
    Avatar by Emerson Muniz

    Look Fotografia: https://www.facebook.com/weddinglookfotografia
    Perfil Facebook: https://www.facebook.com/ivanfcesar?ref=tn_tnmn
    Blog (muitas dicas e fotos): http://ivancesarfotografia.blogspot.com
    Flickr: http://www.flickr.com/ivancesar

  4. #3
    Avatar de Silvia Fagnani
    Silvia Fagnani está desconectado Diretor Administrativo
    Fotoclube RioFotográfico
    Data de Ingresso
    Aug 2010
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    394

    Re: Quando trabalhar de graça por Claudia Regina (dicasdefotografia.com.br)

    Muito bom!!

  5. #4
    fdilelis está desconectado Associado
    Data de Ingresso
    Jul 2012
    Localização
    Campo Grande - Rio de Janeiro
    Posts
    208

    Re: Quando trabalhar de graça por Claudia Regina (dicasdefotografia.com.br)

    Muito bom o texto....
    E concordo com o que o Ivan disse....
    Essa de prejudicar a classe quem cobra barato não existe!
    O mercado é livre, cada um cobra o que acha que tem que cobrar.... se tá bom pra quem tá ganhando pouco não tem porque quem ganha muito ficar preocupado....
    E se o cara está realmente ganhando muito pouco.... logo logo estará fora do mercado.... agora o que é pouco pra mim... pode não ser pouco para o colega... e devemos lembrar que há nichos de mercado, tem quem pode pagar muito... tem quem não pode!
    Sempre vai existir o fotógrafo que cobra 7000 num casamento e o que cobra 1000, o que cobra 300.....
    Agora se o cara cobra 7000 e entrega um trabalho com a msm qualidade do que cobra 300.... aí entendo o papo classista, de desmoralização e tudo o mais....

    Trabalhar de graça acho realmente válido, às vezes precisamos de portfolio (seja novo estilo fotográfico seja início de carreira) e não há forma melhor de conseguir que não cobrando!

  6. Gostou Jader Silva, Ivan Cesar gostou do post
  7. #5
    Avatar de Digão
    Digão está desconectado Associado
    Data de Ingresso
    Aug 2008
    Localização
    São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brazil
    Posts
    1.262

    Re: Quando trabalhar de graça por Claudia Regina (dicasdefotografia.com.br)

    Ivan.... Excelente comentário. Concordo plenamente com você.

    No facebook está lotado com essa campanha de que "fotógrafos" estariam prejudicando a "classe". Fala sério ... Excelente colocação Ivan...
    Maurício, obrigado por compartilhar esse texto e trazer essa discussão para o Fórum.

    Abraços.
    Rodrigo de O. Paixão < Digão >
    Canon 5D Mark II + Canon EF 85mm f/1.8 USM / Canon Powershot S95
    Check more photos: Facebook.com/rodrigopaixaophoto

  8. Obrigado Ivan Cesar agradeceu este post
    Gostou Jader Silva gostou do post
  9. #6
    Avatar de Caio Meira
    Caio Meira está desconectado Associado
    Data de Ingresso
    Aug 2010
    Localização
    Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
    Posts
    836
    Blog Entries
    3

    Re: Quando trabalhar de graça por Claudia Regina (dicasdefotografia.com.br)

    Excelente matéria e comentário! Inteligência não dá em árvore, mas por aqui a gente encontra com certa fartura!
    Caio (avatar: Luciana Lopes)

    "Há apenas você e a sua câmera. As limitações em sua fotografia estão em você, pois o que vemos é o que somos."
    (Diane Arbus)

  10. #7
    Avatar de mouracavalcanti
    mouracavalcanti está desconectado Associado
    Data de Ingresso
    Nov 2010
    Localização
    RIO DE JANEIRO-RJ
    Posts
    309

    Re: Quando trabalhar de graça por Claudia Regina (dicasdefotografia.com.br)

    Perfeito o texto e os comentários do Ivan.

    Abs

  11. #8
    Avatar de Bianca Wu
    Bianca Wu está desconectado Membro Pleno
    Data de Ingresso
    Sep 2012
    Localização
    A, A
    Posts
    177

    Re: Quando trabalhar de graça por Claudia Regina (dicasdefotografia.com.br)

    para cada estilo de foto, eu faço uma sessão de graça ou quase de graça, para treinamento, mas geralmente pego pessoas mais próximas a mim.
    Fiz uma sessão de fotos de graça, um casamento quase de graça, fotos de grávida, e sempre estou participando fotografando os eventos da igreja. Tudo para meu aprendizado.

    De acordo que nós vamos crescendo na área o nosso trabalho vai valorizando e vamos ganhando o justo a medida que estudamos, investimos em equipamento e tempo para a prática.

    Eu ganho pouco com fotografia, alias eu tenho uma T3 e uma lente 18-55mm e uma experiencia recente na fotografia. Não posso cobrar 2500,00 ou mais com estas minhas condições. Mas a medida que vou crescendo estou aumentando meu valor.

    Creio que depende de cada pessoa, claro que não se pode se prostituir como muitas propagandas que existem por ai na internet. que praticamente cobram pra pagar despesas.

    Eu cobro um valor X, se a pessoa quiser um album, acrescendo mais XXX e se quiser um video das fotos mais um XXXX. Senão só pago para trabalhar.

    - - - Updated - - -

    depois de quase um ano eu respondo esta postagem euheuhe

  12. #9
    Avatar de andre.abreu
    andre.abreu está desconectado Associado
    Data de Ingresso
    Nov 2007
    Localização
    Jd. Guanabara - Ilha/RJ
    Posts
    1.497

    Re: Quando trabalhar de graça por Claudia Regina (dicasdefotografia.com.br)

    Concordo em parte! Mas temos que nos atentar que existem profissionais de fotografia e eles ganham seus sustento de seu trabalho! Também temos que considerar que uma ida a um evento o profissional assumes despesas como combustível, clicks, riscos, horas na frente do computador e energia tanto dele quanto da fornecedora elétrica. rs....

    Na minha opnião o "Trabalhar de Graça" possui uns aspectos muito prejudiciais afinal nada é de graça ... para um "Trabalho de Graça" você gasta! Como eu disse no primeiro parágrafo. E dependendo do seu equipamento você gasta muito! você não faz um trabalho de graça em prol de portifolio, você está pagando pelo seu portifolio ... Também há o quesito clientes ... Hoje, todos seus clientes estão ligados uns ao outros através de você, ou do meio que frequenta! Todos se conhecem ... o melhor comercial é o boca a boca ... e TODOS sem exceção querem ser considerados especiais para você! E caso você dê descontos para uns e não para outros o caos está armado! E você em breve se verá tendo que decidir entre manter ou não o cliente porque ele já estará decidido, a não que você ceda mais e mais num declínio constante na desvalorização do seu trabalho!

    Não estou dizendo que não apoio o pseudo trabalho gratuito afinal prover oportunidades de aprendizado para que haja o crescimento profissional é natural e praticamente obrigatório para o fotografo. Mas sugiro muito cuidado com quem e como você fará isso.

    E se você já almeja posicionamento no mercado com um nome e reputação a zelar onde qualquer erro mínimo pode por tudo abaixo, o melhor mesmo é investir em cursos, workshops e etc.. pois trabalhos sempre aparecerá dos mais diversificados bastando somente que esteja preparada para ele!
    André Abreu Fotografia - http://www.andreabreu.fot.br
    Curtam minha fanpage no Facebook e me sigam no Twitter

  13. Gostou Alex Lopes gostou do post

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. Aprendendo a trabalhar com pixel
    Por ricardo galvão no fórum Arte Digital
    Respostas: 13
    Último Post: 31-05-2010, 12:09 PM
  2. Brincando um pouco (por Regina W)
    Por ReginaW no fórum Arte Digital
    Respostas: 36
    Último Post: 10-06-2009, 08:32 PM
  3. Retratos - Regina Waddington
    Por ReginaW no fórum Retratos e Pessoas
    Respostas: 10
    Último Post: 29-03-2009, 02:46 PM

Marcadores

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •